Bebê de 1 ano morre carbonizada em incêndio em Joaquim Gomes, AL; perícia investiga as causas

0
18


Menina morava com a mãe em uma casa de taipa coberta por palha, o que facilitou a propagação do fogo. Instituto de Criminalística descartou curto-circuito por não ter ligação de energia no imóvel. Bebê de 1 ano e 2 meses morre carbonizada durante incêndio em Joaquim Gomes
Uma bebê de um ano e dois meses morreu carbonizada durante um incêndio em uma residência localizada na Fazenda das Cobras, na zona rural de Joaquim Gomes, na noite de segunda-feira (17). O Instituto de Criminalística (IC) investiga o que provocou o fogo e já descartou a possibilidade de curto-circuito, porque o imóvel não tem ligação de energia.
Segundo o IC, a menina morava com a mãe em um local de difícil acesso, em uma casa de taipa com cobertura de palha, o que facilitou a propagação do fogo e destruição total do imóvel. Não há registro de outros feridos.
A mãe da criança informou que no momento do incêndio, por volta das 18h, teria ido até a casa de parentes, que fica no mesmo povoado, e teria deixado a menina dormindo no quarto. Segundo ela, quando perceberam o fogo, seus parentes e alguns moradores da região tentaram apagá-lo, mas quando conseguiram tirar a menina do local, ela já estava morta.
“A hipótese de um incêndio por curto-circuito, que está entre as principais causas desse tipo de acidente no país já foi descartada, isso porque, a casa de taipa não possuía energia elétrica. Agora irei analisar tudo o que foi levantado no local para definir o que teria provocado o incêndio e onde ele teria iniciado”, informou o perito criminal Clisney Onema.
Ainda de acordo com o IC, o corpo da bebê está sendo necropsiado no IML da capital. Entretanto, como o cadáver está em estado avanço de carbonização, só poderá ser liberado, após exame de DNA que será realizado pelo Laboratório de Genética Forense.
Criança carbonizada morava com a mãe em uma casa de taipa em Joaquim Gomes, AL
Higor Silva/ 40graus
Outro bebê carbonizado em Joaquim Gomes
No domingo (9), outro bebê de um ano e seis meses morreu carbonizado também no município de Joaquim Gomes. Segundo a Polícia Militar, a mãe deixou os três filhos em casa e foi comprar bebida alcoólica, quando os irmãos mais velhos brincaram com fogo e incendiaram a casa.
Vizinhos disseram que Adriana Maria da Silva costumava deixar os filhos de 5 e 2 anos, além do bebê, sozinhos em casa. Ela prestou depoimento na delegacia da cidade e está sendo investigada por negligência e abandono de incapaz.
Casa de taipa ficou destruída após o incêndio em Joaquim Gomes, AL
Higor Silva/ 40graus
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here