Correios encontram cobra de 1,5 metro dentro de caixa que seria enviada de AL para o RJ

0
4


Encomenda passava por máquina de raio-x quando funcionários identificaram um “objeto não adequado para envio”. Foram acionadas equipes do Ibama, Polícia Civil e Polícia Federal; não há informações sobre quem enviou a caixa nem o destinatário. Correios encontram cobra de 1,5 metro dentro de caixa que seria despachada
Funcionários do Complexo Industrial dos Correios em Maceió encontraram nesta terça-feira (15) uma cobra viva dentro de uma caixa de correspondência quando passavam a encomenda por uma máquina de raio-x. A caixa seria enviada para o estado do Rio de Janeiro.
Não foram divulgadas informações sobre a identidade de quem enviou a caixa aos correios nem do destinatário.
O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foram acionados para o local. Segundo o BPA, as equipes foram até o local para realizar o resgate da cobra.
O Ibama confirmou à reportagem do G1 que a cobra foi identificada como uma jiboia, de 1,5 metro. Uma equipe do órgão registrou o caso junto à Polícia Civil e à Federal para investigar o caso, que pode ser enquadrado como tráfico de animais silvestres.
A assessoria dos Correios relatou à reportagem que a cobra foi encontrada em uma encomenda que foi postada em Maceió. Durante a fiscalização de rotina, os funcionários passaram a caixa por uma máquina de raio-x, quando identificaram um “objeto” que não era “adequado” para o envio.
“Estávamos fazendo uma triagem quando um objeto não adequado foi identificado pelos funcionários. Acionamos a Polícia Militar e o Ibama. Ninguém se feriu, estava tudo bem. Foi um fato inusitado porque nunca aconteceu. Não sei como ela ainda estava viva porque a caixa estava toda lacradinha, só estava ela lá”, disse.
Por meio de nota, os Correios informaram que, por se tratar de um assunto relacionado à segurança, os órgãos competentes devem ser acionados (leia a nota na íntegra ao final do texto).
O G1 tentou contato com as Polícias Civil e Federal, às 16h58, para saber se já havia sido aberta a investigação do caso, mas não obteve respostas.
NOTA DOS CORREIOS
Os Correios trabalham em parceria com os órgãos de segurança pública para prevenir o tráfico de drogas e demais itens proibidos, por meio do serviço postal. Os empregados atuam de forma diligente e são capazes de identificar qualquer postagem cujo conteúdo esteja em desacordo com a legislação. Quando algum objeto proibido e/ou ilícito é detectado, os Correios acionam os órgãos competentes. Muitas das operações policias começam por apreensões realizadas pela fiscalização dos Correios.
Neste caso, após a verificação por raio x, o objeto foi retido e o IBAMA foi acionado para realizar a apreensão.
Por se tratar de assunto relacionado à segurança, os órgãos competentes devem ser acionados.
Jiboia de 1,5 metro é encontrada por funcionários dos Correios dentro de caixa em encomenda que seria enviada de Alagoas para o Rio de Janeiro
Ibama
Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here