Justiça destina R$ 7 milhões para ações de combate ao novo coronavírus em Maceió

0
22


Dinheiro será realocado de parte do acordo judicial do Ministério Público do Trabalho (MPT) com a Braskem. TRT-AL destina R$ 7 milhões para Defesa Civil, HU e Exército para ações de enfrentamento ao novo coronavírus
Ascom/TRT-AL
O juiz da 7ª Vara do Trabalho Claudio Márcio Lima dos Santos decidiu destinar R$ 7 milhões para implementação de ações sociais e de saúde pública em combate ao novo coronavírus em Maceió. A decisão atendeu ao pedido formulado pelo Ministério Público do Trabalho da 19ª Região (MPT/AL). A transferência dos valores começa nesta segunda-feira (30).
Decreto de emergência é prorrogado por mais oito dias em Alagoas
Veja os serviços afetados pelas medidas preventivas no estado
O recurso será uma realocação de parte dos R$ 40 milhões pagos pela Braskem em acordo judicial para reparar os prejuízos socioeconômicos causados a moradores e trabalhadores dos bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, prejudicados pelas rachaduras geradas pela extração de sal-gema.
O dinheiro será enviado para a Defesa Civil de Maceió, o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Ufal), o 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz) e cinco entidades sociais que abrigam idosos:
Associação Espírita Nosso Lar
Casa para Velhice Luiza de Marillac
Casa do Pobre de Maceió
Associação Acolhimento Mãe das Graças
Lar Santo Antônio de Pádua
A decisão enfatiza que a utilização deste dinheiro para outro fim não atrapalhará na destinação inicial do acordo entre TRT e Braskem, e levou em conta a Situação de Emergência em Saúde Pública no Município de Maceió, que impõem o dever das autoridades públicas em proteger a vida e a saúde de toda a população.
A Prefeitura de Maceió havia pedido R$ 2 milhões para que a Defesa Civil do Município passe a implementar e executar atividade de contratação de pessoal, compra de equipamentos de proteção individual, aluguel de veículos e/ou equipamentos necessários, tanto para atuação nos bairros atingidos pelas fissuras, quanto em ações de combate ao Coronavírus.
Já o Hospital Universitário, deverá receber pouco mais de R$ 2,4 milhões para o custeio de medidas preventivas e de auxílio aos casos relacionados à pandemia.
O 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz) receberá R$ 300 mil para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as ações do batalhão.
As casas de acolhimento a idosos deverão receber, juntas, pouco mais de R$ 1 milhão.
O juiz ainda autorizou que R$ 1.193.959,38 fosse reservado para outras instituições que estejam estabelecendo ações para o combate à Covid-19.
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here