Três guardas municipais morreram por Covid-19 em AL nesta semana, diz sindicato

0
2


Categoria cobra realização de testes rápidos e mais equipamentos de proteção. Prefeitura de Maceió diz que firmou parcerias para agilizar testes. Guarda Municipal de Maceió
Ascom/Semscs
Três guardas municipais faleceram por Covid-19 nos últimos dias, um de Maceió e dois do interior Alagoas. A informação é do Sindicato de Guardas Municipais de Alagoas (Sindguarda), que entrou em contato com o G1 nesta quinta-feira (21) para relatar a preocupação com a saúde da categoria nessa pandemia do coronavírus.
Na terça (19), faleceu Manoel Lindoso dos Santos, guarda municipal aposentado que vivia com a família na Barra de Santo Antônio; na quarta (20), faleceu Luis Bezerra Leandro, que trabalhava em Maceió; e nesta manhã, José Carlos Sabino, de 45 anos, que trabalhava em Pilar, também não resistiu à doença.
De acordo com o presidente do Sindguarda, Carlos Antônio Alves, Maceió tem 19 guardas municipais que tiveram testes positivos para coronavírus e 24 casos suspeitos. Já no interior, há quatro casos suspeitos, sendo um em Pilar, um em São Miguel dos Campos e dois em Delmiro Gouveia.
“Temos um efetivo pequeno de guardas municipais e estamos na linha de frente contra o coronavírus. Precisamos da proteção do Governo e das prefeituras. Conseguimos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) através de uma liminar, mas não foi suficiente, ainda faltam máscaras. Precisamos também de testes, talvez algum agente seja assintomático. O nosso medo é transmitir [a doença] para a família ou para a população”, declarou Alves.
A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que informou, por meio de nota, que “mantém o fornecimento dos EPIs para todos os profissionais da segurança e de saúde que estão atuando nas barreiras sanitárias. Em relação aos testes rápidos para detecção ou não da Covid-19, o profissional é encaminhado à unidade de saúde de referência do município caso apresente os sintomas da doença”.
Também por nota ao G1, a Prefeitura de Maceió disse que tem tomado as providência para a proteção individual como máscaras, álcool gel e flanelas, e que firmou uma parceria entre a Secretaria Municipal De Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para agilizar a realização dos testes rápidos (leia a nota na íntegra ao final do texto).
Segundo o sindicato, casos confirmados e suspeitos estão afastados do serviço. O levantamento é feito pela Guarda Municipal através dos atestados e testes que são levados para o órgão. Os guardas têm atuado em barreiras sanitárias implantadas em cidades como Delmiro Gouveia, Água Branca, Olho D’Água do Casado, Piranhas, Olho D’Água das Flores, Girau do Ponciano, Traipu e São Miguel dos Campos.
“Nós, guardas municipais, nos sentimos tristes, conhecemos todos os infectados e os que faleceram, são pessoas do nosso convívio. Estamos cobrando recursos da gestão e da Prefeitura, como também equipamentos necessários e que sejam disponibilizados os testes. O risco é que podemos infectar famílias. Se nada acontecer, devemos pegar todos os dados e ingressar no judiciário para ver o que pode ser feito”, disse o presidente do Sindguarda.
Veja abaixo na íntegra a nota da Prefeitura de Maceió:
A Prefeitura de Maceió informa que está tomando todas as providências para proteção de seus servidores no que se refere à prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, de acordo com as orientações das autoridades de saúde. Dessa forma, estão afastados ou em regime de teletrabalho os servidores que fazem parte de grupo de risco na Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), em cumprimento ao Decreto municipal nº 8.846. Desses afastados, 80 pertencem ao quadro da Guarda Municipal.
Além de orientações, os servidores receberam equipamentos de proteção individual como máscaras, álcool gel e flanelas. A sede administrativa da Secretaria, em Jaraguá, bem como a Guarda Municipal, no Vergel, estão sendo desinfetadas periodicamente, como resultado de parceria com o Exército Brasileiro e a Superintendência de Desenvolvimento Sustentável (Sudes). As viaturas são lavadas e higienizadas diariamente com álcool a 70%.
Quanto à realização de exames, uma parceria foi firmada entre a Semscs e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para agilizar a realização dos testes rápidos para detectar a presença do novo coronavírus em servidores da Guarda Municipal de Maceió. Além disso, uma parceria entre a Semscs e Secretaria de Segurança Pública do Estado garante aos guardas a realização dos testes no Centro Médico Hospitalar da PMAL. Para isto, o servidor deve procurar a inspetoria geral. Foram realizados 43 exames e 19 foram confirmados como positivos.
Diariamente, é feito o monitoramento dos casos. Atualmente, 19 servidores estão afastados por suspeita de estarem infectados com a doença e duas mortes foram registradas como suspeitas por Covid-19. E, a partir da próxima semana, será disponibilizado apoio psicológico emergencial para os servidores da Semscs.
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here